Notícias

TikToker tem conta banida após fazer comentário sobre Anitta

João Pedro, brasileiro radicado nos Estados Unidos que ganhou popularidade por vídeos na plataforma TikTok, recentemente gerou polêmica com uma declaração que fez.Leia também:Anitta choca fãs ao surgir com biquíni de $ 7 mil na web  Anitta dança “Envolver” e é criticada nos EUA: “estúpido” Em um vídeo intitulado “O que os americanos pensam sobre o Brasil?”, ele afirmou que a hipersexualização das brasileiras pelos americanos se deve à cantora Anitta e sua imagem sensual. Este comentário indignou os fãs, levando à suspensão da conta do influenciador.O “gringo carioca” já havia compartilhado prints de fãs de Anitta discordando de sua opinião, além de uma notificação de alerta do TikTok sobre o possível banimento de sua conta.Veja!????VEJA: O Tiktoker João Pedro antes de ter sua conta banida, da sua explicação na live da sua nova conta, afirmando que os estadunidenses tem uma visão sexualizada do Brasil por conta da Anitta . pic.twitter.com/O7COK7C8TX— Naldo News (@naldonews) June 1, 2023 Pouco depois, sua conta desapareceu completamente. Devastado com a perda, o influenciador apareceu nos stories do Instagram em lágrimas, lamentando o trabalho de um ano que dedicou à criação de conteúdo.Na sequência da revelação, João Pedro tornou privado o seu perfil de Instagram.O Vídeo: Em seu vídeo, João Pedro discute a hipersexualização da mulher brasileira sob a ótica das americanas. Ele afirma que Anitta, que ganhou fama mundial com seu hit “Envolver”, influencia os estrangeiros a perceberem as mulheres brasileiras como “vulgares” por causa de suas roupas reveladoras e passos de dança provocantes, como descrito por João.No entanto, a fanbase de Anitta não gostou do comentário. Conhecidos por sua presença ativa nas redes sociais, os “anitters” denunciaram a conta do tiktoker, levando à sua remoção.Assista o desabafo do jovem:VEJA: A reação do TikToker que perdeu sua conta após atacar a Anitta! pic.twitter.com/bl7F2aHYlD— PopChart (@popchartpc) May 31, 2023

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade