Notícias

Só milagre? Com Santos, Paysandu precisa vencer São Bernardo

As primeiras partidas da 8ª rodada da Série C jogaram o Paysandu para a zona de rebaixamento, aumentando sobremaneira a responsabilidade de vencer hoje à noite, justamente o líder da primeira fase da competição, o São Bernardo-SP. Até aqui, o Papão tem tido um bom aproveitamento na Curuzu, com duas vitórias e um empate, com o problema sendo as partidas longe de Belém. No entanto, hoje e no próximo domingo, contra o Floresta-CE, o time bicolor não terá seu 12º jogador, o torcedor, e a missão se torna mais difícil ainda. Os dois próximos jogos serão de portões fechados, em punição definida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).
A punição ocorre após confusão generalizada na torcida no jogo contra o Figueirense-SC, no quadrangular final da Série C 2022.
As duas partidas seguidas são as chances de o Paysandu dar um salto considerável na classificação. Mas, a vida do Papão não tem sido fácil, em grande parte porque Marquinhos Santos ainda não teve maior tempo para trabalhar o elenco. O jogo de logo mais marca justamente o fim de uma maratona de compromissos. Após o time paulista, será uma semana até entrar em campo mais uma vez. Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Paysandu Sport Club (@paysandu)
O Tigre do ABC vem de derrota por 2 a 0 para o Floresta-CE, nada que ameaçasse a liderança. Tanto que o técnico Márcio Zanardi deve mandar a campo a mesma formação titular que esteve em campo em Fortaleza (CE). No Paysandu, a possibilidade é a do retorno de João Vieira ao meio de campo, onde rende bem mais, para a presença de Edilson na lateral-direita.
Um dos destaques do time bicolor vem sendo o goleiro Gabriel Bernard, que de terceira opção passou a titular. Essa condição vai ser ameaçada quando Thiago Coelho estiver totalmente recuperado, o que não deve demorar, pois já voltou a treinar com bola há uma semana após um período de inatividade por causa de uma cirurgia de apendicite. Quando todos estiverem bem, a disputa pela posição promete ser acirrada. Gabriel elogiou o trabalho que vem sendo feito pela comissão técnica. Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por São Bernardo Futebol Clube ???? (@saobernardo_fc)
“Acredito muito no trabalho. Se eu não der 100% no dia a dia, não poderei ter uma atuação excelente. O trabalho com o (Rodrigo) Barroca e o Ronaldo (Willis) é muito bom, por isso todos os goleiros do Paysandu estão nesse nível”, disse Gabriel, que elogiou a qualidade dos arqueiros dentro da competição. “Hoje em dia o nível dos goleiros está muito bom. A maioria dos jogadores da Série C é muito boa, na B e na A, então, nem se fala”.
EMPENHO
Aos 22 anos, o mais jovem entre os três principais jogadores para a posição, Gabriel sabe que ainda tem uma caminhada longa pela frente, seja no Paysandu ou nos próximos clubes que tiver na carreira. Por isso ele garante que tem dado o máximo nos treinos diários, em especial os fundamentos em que não tinha tanto talento, como o jogo com a bola nos pés. “É uma exigência de hoje em dia. Não tenho um grande destaque com a bola no pé, por isso o trabalho tem que ser forte em todos os fundamentos para me sair bem”.

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade