Notícias

Remo empata com o Brusque-SC e se mantém na zona

Pressionado por ter retornado à última colocação da Série C do Campeonato Brasileiro, o Clube do Remo entrou em campo disposto a conseguir mais pontos para dar sequência na sua fase de reabilitação na competição. E na partida diante do Brusque-SC, pela sexta rodada da fase classificatória, dentro do Estádio Augusto Bauer, no interior catarinense, foi isso que aconteceu.
Após estar na frente do placar em grande parte do jogo, o Leão ainda saiu de campo com um ponto conquistado com o empate diante do Marreco Quadricolor pelo placar de 1 x 1. O volante Claudinei abriu o marcar ainda na etapa inicial, mas na parte final, Olávio deixou tudo igual na contagem. Com o resultado, o Remo agora soma quatro pontos conquistados, mas ainda assim segue na zona do rebaixamento.VEJA COMO FOI O JOGO ATRAVÉS DO LANCE A LANCEPRIMEIRO TEMPO
Com um primeiro tempo bastante movimentando, o Brusque buscou o gol logo nos primeiros movimentos de partida. Com menos de cinco minutos, a equipe catarinense já havia tido três tentantivas em cobranças de escanteios, porém deixou o Leão equilibrar a partida e abrir o placar aos 17 minutos, quando o goleiro Matheus Nogueira rebateu uma bola chutada por Kevin e Claudinei completou para o fundo das redes.
No entanto, logo após o gol azulino, o quadricolor mais uma vez conseguiu se organizar em campo, por conta da equipe paraense ter recuado suas linhas de marcação e não demonstrar tanta intensidade com Rodriguinho e Muriqui. Desse modo, o Brusque levou sufoco e teve sua jogada mais perigosa nos pés de Diego Tavares, que recebeu um bom lançamento, cortou para a esquerda e finalizou bem perto do gol.SEGUNDO TEMPONa volta para o segundo tempo, o Marreco impôs uma absurda pressão para alcançar o gol de empate. E com três perigosas tentativas realizadas por Rodoldo, Everton Bala e Luis Henrique, o goleiro Vinicius fez defesas espetaculares. O time catarinense tentava ocupar os espaços, mas a defesa azulina se segurou o quanto pôde para afastar os perigos de gol.Mas depois de tanto pressionar, enfim o Brusque chega ao gol. Aos 34 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio, a defesa azulina falhou mais uma vez em jogadas aéreas, e Olávio – praticamente livre de marcação, faz o cabeceio e deixa tudo igual no marcador. Nos minutos finais, Kevin e Pedro Vitor ainda tiveram chance de garantir a vitória azulina, mas o duelo ficou por isso mesmo. 1 x 1 no marcador.

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade