Notícias

PF desmobiliza quatro garimpos ilegais em unidade de conservação em São Félix do Xingu

Uma operação conjunta da Polícia Federal, Ibama e ICMBio flagrou um grave crime ambiental no município de São Félix do Xingu, no sudeste do Pará, na sexta-feira (16). Foram desmobilizados quatro garimpos ilegais que poluíam o rio Aquiri, afluente do rio Itacaiúnas, em área de conservação ambiental. Uma pessoa foi presa e equipamentos do crime foram inutilizados.

Durante a ação foram identificados os responsáveis pelo crime ambiental de usurpação de bens da União, que consistia em extração irregular de cobre e ouro na Floresta Nacional de Itacaiúnas. As equipes desmobilizaram acampamentos e estruturas de apoio dos garimpos de destruíram nove motores estacionários.

A prisão realizada foi de uma pessoa encontrada com uma espingarda em um dos acampamentos. Nas incursões foram constatados grandes bolsões de desmatamento, feitos para acesso de maquinários e acampamentos, onde são realizadas as práticas ilegais.

LEIA TAMBÉM:

[[(standard.Article) PF destrói garimpos ilegais em área indígena de Novo Progresso]]

[[(standard.Article) PF fecha garimpos de ouro e prende homem em Cumaru do Norte]]

A descoberta dos garimpos partiu de levantamento do ICMBio, o que foi comprovado pela operação. Ainda segundo a PF, é visível o assoreamento do rio Aquiri e Itacaiúnas, nas regiões de Marabá e São Felix do Xingu. Há grandes manchas que percorrem o leito dos rios, contaminando áreas das comunidades ribeirinhas e o interior da unidade de conservação.

A Polícia Federal irá instaurar inquérito policial para investigar separadamente cada ponto de garimpo encontrado, para responsabilização pelos crimes praticados (Com informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Federal em Redenção)

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade