Notícias

Motorista de aplicativo do Rio de Janeiro tem porta de carro destruída por suposto PM do Pará

Um motorista de aplicativo do Rio de Janeiro fez uma denúncia sobre um ato de abuso de autoridade cometido por um suposto policial militar do Pará. O agressor, identificado como Cleiton Mesquita dos Santos, quebrou a porta do carro dirigido pela vítima após ter a corrida cancelada. O ataque de fúria foi registrado em vídeo pelo próprio profissional, identificado como Mayke Teixeira.

Durante a filmagem, o policial aparece empurrando a porta do veículo com as próprias mãos várias vezes até que a peça se quebra. A atitude teria sido motivada pela insatisfação com o fato de não ter conseguido chegar ao seu destino, mas ter sido descontado no aplicativo de corridas. 

[instagram=CtmMOHtA-Su]

Segundo o relato de Mayke nas redes sociais, o passageiro parecia estar armado, por isso apenas filmou o fato com o celular e decidiu não discutir. O motorista explica ainda que o suposto PM se irritou ao ouvir a proposta dele, que tentava ressarcir o passageiro pelo trecho que faltava na corrida, uma vez que seu carro tinha enguiçado.

Segundo a Polícia Militar, policiais do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) atenderam a ocorrência na Avenida Prefeito Dulcídio Cardoso, na Barra da Tijuca, onde um motorista de transporte por aplicativo relatou agressão e danos ao seu carro envolvendo um passageiro. Os dois foram conduzidos para a 16º DP (Barra da Tijuca). A PM destacou que o suspeito não tem envolvimento com a corporação do Rio.

Procurada, a Polícia Militar do Pará ainda não confirmou se o homem das filmagens é, de fato, integrante da corporação.

VEJA MAIS

[[(standard.Article) Motorista de aplicativo e passageiros são feitos reféns em Ananindeua]]

[[(standard.Article) Acidente com policiais no BRT: motorista de aplicativo continuará preso]]

 

 

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade