Notícias

Luxemburgo revela conversa com Renato Augusto no vestiário

Vanderlei Luxemburgo costuma dizer que “o medo de perder tira a vontade de ganhar”. Seguindo essa filosofia, o Corinthians garantiu a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, na última quarta-feira (31). Jogando em casa, o time alvinegro derrotou o Atlético-MG por 2 a 0, mesmo resultado que havia sofrido no jogo anterior, há duas semanas, mas se classificou nos pênaltis.
Um dos destaques da partida foi o meia Renato Augusto, que voltou a ser titular depois de se recuperar de uma lesão no joelho. Ele deu o passe para o primeiro gol corintiano, feito pelo lateral Matheus Bidu no primeiro tempo. Líder do grupo, Renato elogiou Vanderlei Luxemburgo no vestiário, após o jogo, pela confiança que o treinador passou para os jogadores.
LEIA TAMBÉM:
Na garra e na bola, Corinthians supera Atlético-MG e avança
Grêmio aproveita lambança e elimina o Cruzeiro no Mineirão”Eu tenho uma frase que todo mundo conhece, que o medo de perder tira a vontade de ganhar. Quem veste a camisa do Corinthians não pode ter medo de perder, tem que ter vontade de ganhar. Isso é algo que eu levo comigo há muito tempo. E eu vou transmitindo isso para os jogadores e foi muito bacana hoje, vou contar uma coisa para vocês, que o Renato veio até mim e falou que a vitória tinha muito a minha cara, porque eu dei confiança para eles, porque eu nunca duvidei que podíamos reverter. Que era só fazer uma boa sequência. E isso eu falava todo dia, não só no jogo, mas projetava para frente”, revelou Luxemburgo.
E essa melhora é notória para o treinador do Timão. Segundo ele, o elenco tem entendido muito bem a proposta de jogo implantada desde sua chegada ao Parque São Jorge.
“No dia a dia você percebe quando os jogadores assimilam uma ideia que você propõe. E eles vão evoluindo. E vão ficando mais focados do que extrato de tomate. Eu quero estar junto com eles e ver o clima interno, da rouparia, dos massagistas, vivenciar todo o ambiente do clube para saber como as coisas vão acontecer. Eu sempre acreditei nas coisas. O dia que eu perder o brilho nos olhos e o friozinho na barriga é hora de parar com o futebol”, finalizou.
RENATO AUGUSTO TITULAR
Apesar dos elogios à evolução do grupo e a importância de acreditar no potencial dos jogadores, Luxemburgo fez questão de ressaltar a necessidade de continuar evoluindo e buscando melhorar ainda mais o padrão de jogo da equipe. 

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 “Se não você fica muito preso ao hoje e ao ontem. É uma sequência de trabalho que vem evoluindo, e você vai massificando, falando, conscientizando os jogadores que eles podem, vão conseguir, e conseguem o resultado. Não é uma preparação de hoje, é uma sequência – citou o treinador.”, observou.
O treinador também destacou o papel de Renato Augusto, que foi um dos líderes em campo e ajudou na organização do meio-campo.
“Com a experiência que eu tenho, em uma decisão você joga com os melhores. Não dava para esperar o Renato, porque se ele não fosse a gente não iria passar para o jogo seguinte. Para intimidade. Ele percebeu que o Atlético vinha em uma linha de quatro e ajustou dentro de campo. Não estamos falando nada que o futebol não nos permite fazer” destacou Vanderlei.
O próximo desafio do Corinthians será contra o América-MG, pelo Brasileirão. Luxemburgo deve manter a base do time que eliminou o Galo e dar mais minutos a Renato Augusto, que ainda busca o melhor ritmo de jogo. O objetivo é somar pontos e se aproximar dos primeiros colocados na tabela.
VEJA MAIS:

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade