Notícias

Jogo de seis pontos é divisor de águas para Remo e América

De pouco em pouco a equipe azulina tem construído um leve repertório para a sequência da terceira divisão nacional de 2023. A breve evolução, em um primeiro momento, contudo, está ligada mais à determinação coletiva do que propriamente ao talento. Para o grupo de jogadores e comissão técnica, na tentativa de sair o quanto antes da lanterna e da zona ingrata da tabela da competição, a estratégia é válida, especialmente quando o confronto a seguir é o famigerado jogo de ‘seis pontos’, diante de um adversário que também briga incansavelmente pela saída do Z4. Assim, no embate desta quinta-feira (8) à tarde, no Baenão, Clube do Remo ou América-RN, pela sétima rodada, com o auxílio de uma combinação de resultados, poderão dar adeus ao lado vermelho da Série C, em caso de uma vitória. Por isso, os azulinos querem engatar um triunfo custe o que custar para confirmar a retomada no gramado.
O jogador Lucas Marques, que garantiu a titularidade na lateral-direita nas últimas rodadas, tem sido uma válvula de escape azulina em campo. Acionado na ala, o atleta também aparece como um opção mais ofensiva ao transitar como um ponta no esquema de jogo de Ricardo Catalá.
Presente nos últimos cinco jogos do Leão Azul e titular absoluto ao longo dos 90 minutos contra o Brusque-SC, Lucas Marques acredita em uma melhora gradativa azul-marinho daqui pela frente, a exemplo da competitividade e resultados garantidos nas duas rodadas passadas. Assim, o ala projeta: “Eu vejo como uma sequência positiva, onde o jogador precisa ter uma sequência de jogos. Seria melhor se a gente tivesse pontuando sempre de três em três pontos. Espero dar mais sequência nos jogos para estar ajudando”, avalia.

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 A sua escalação na onzena principal com a possibilidade de realizar duas funções, para o jogador, não é algo diferente. A confiança da comissão técnica em dar a liberdade de uma forma estratégica é benéfica para ambos os lados. “As ideias do professor são muito boas. Independente da adaptação, já tinha trabalhado por dentro e dado a amplitude por fora. Gosto muito de puxar pra dentro, acho que ajuda muito a minha característica de jogo”, destaca.
No anseio de evoluir individualmente e coletiva, Lucas Marques entende que o principal meio de avaliação para isso é a conquista de novas vitórias no gramado pela Série C. Por isso, diante do América-RN em um embate decisivo, o jogador adianta: “A expectativa é a melhor, jogamos em casa, a gente vem de um resultado que, queira ou não, foi bom. Conseguimos pontuar. Em casa temos que impor o nosso ritmo e fazer o nosso jogo. As expectativas são as melhores. O grupo está confiante em fazer um grande jogo e sair com a vitória se Deus quiser”, planeja. Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Clube do Remo (@clubedoremo)

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade