Notícias

Jeff Machado morreu no fim de janeiro, aponta investigação

O caso da morte do ator Jeff Machado, de 44 anos, segue em investigação pela Polícia Civil do Rio de Janeiro e uma linha do tempo está sendo feita para tentar entender o que teria acontecido. 
De acordo com informações e depoimentos dados na Delegacia de Descoberta de Paradeiros, no Rio, indicam que o ator teria morrido no fim de Janeiro. A data informada por Maria das Dores Machado, mãe de Jeff, para o último contato com ele foi no dia 21 de janeiro, dois dias depois do aniversário do artista. 
+ Jeff Machado: amigo do ator é o principal suspeito do crime
+ Ator Jeff Machado não foi morto onde corpo foi encontrado
“Falei com o meu filho no dia do aniversário dele, dia 19 de janeiro, e no dia 21. A partir do dia 23 eu ligava para ele e ele dizia: ‘Não posso falar, mãe’. E respondia umas coisas escritas no WhatsApp que eu sentia que não era o meu filho que estava escrevendo”, contou a mãe.André Meirelles, veterinário e amigo do ator, também em depoimento, disse que a última vez que falou com ele foi no dia 22 de janeiro. 
Depois disso, Jeff teria entrado em contato com André para acolher os cachorros da vítima. O veterinário diz que estranhou quando pediu para o ator ligar ou mandar áudio explicando melhor o que tinha acontecido. Ele afirma ter recebido como resposta que “não seria possível porque o telefone estava ruim por ter caído no vaso sanitário”. Depois disso, todas as tentativas de contato foram em vão.
O corpo de Jeff Machado foi achado na última segunda-feira (22), concretado no piso de uma casa em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. O laudo da necropsia do ator indicou que ele pode ter sido morto por asfixia ou estrangulamento, mas não conseguiu determinar com exatidão. Jeff foi sepultado neste sábado (27), em Araranguá, Santa Catarina, onde nasceu. O principal suspeito no crime é um amigo de Jeff, que ainda não teve a identidade divulgada. Agora, a polícia tenta localizá-lo.

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade