Notícias

Jader Filho destaca união e diálogo no Fórum de Mobilidade

O Ministério das Cidades, responsável pela implantação da Política Nacional de Mobilidade Urbana, marcou presença na 2ª edição do Fórum de Mobilidade da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), que aconteceu nesta quarta-feira (24) na capital federal.
Na abertura, o ministro das Cidades, Jader Filho, reforçou que a recriação do Ministério tem como uma das principais finalidades de proporcionar à população, em todos os cantos do Brasil, o acesso à mobilidade urbana de forma segura e socialmente inclusiva e sustentável.
“Uma das razões que o presidente Lula recriou o Ministério das Cidades é para que possamos promover políticas públicas para diversas áreas. Mas uma das pautas principais é a mobilidade urbana. É uma preocupação que tenho relatado constantemente com a equipe técnica”, afirmou.
Acompanhado do secretário Nacional de Mobilidade Urbana, Denis Andia, na abertura, o ministro reforçou a relevância do pacto federativo e de um diálogo transparente para que as ações e projetos beneficiem mais pessoas com eficiência, apesar dos desafios enfrentados nos últimos anos.
“Precisamos discutir a mobilidade de uma maneira geral. Nosso modelo passa por momento crítico, e se não houver uma ampla discussão sobre o tema, todos pagaremos no futuro. Precisamos juntos – e quando eu digo juntos, me refiro à União, estados, municípios, entidades e sociedade – discutir saídas, que modelo precisamos adotar. Não é uma discussão simples”.
O gestor da pasta citou os investimentos previstos. “Para a CBTU, estão previstos cerca de R$ 260 milhões e para a Trensurb, R$ 90 milhões em 2023. Somando estes valores aos R$ 6,2 bilhões da Secretaria de Mobilidade Urbana, perfazem um total de R$ 6,6 bilhões para o setor este ano”, destacou o ministro das Cidades.
Durante a abertura, a diretora executiva da ANPTrilhos, Roberta Marchesi, mencionou o fórum como o palco nacional voltado para discutir efetivamente a mobilidade urbana estruturante para todo País. “Esse ano temos um novo governo eleito; novos governantes e legisladores. Temos mais uma oportunidade de mudar o cenário e deixar um legado que se perpetue para as próximas gerações”, disse Roberta Marchesi.LEIA TAMBÉM:+ A Voz do Brasil: Jader Filho pontua mudanças no “Minha Casa”+ Ministro da Casa Civil exalta gestão de Jader Filho no MCid+ Jader Filho destaca o desenvolvimento na Amazônia em reunião
O presidente do Conselho da ANPTrilhos, Joubert Flores, em seu discurso, endossou a fala do ministro Jader Filho sobre parceria e integração. “No caso específico da mobilidade, somente o planejamento profissional permite a integração física e tarifária dos passageiros de todos os modais e pode trazer resultados satisfatórios. A mobilidade não é competitiva. Deve ser de participação, complementar”, disse Joubert Flores.  
A principal entrega do fórum foi a Agenda de Governo do Setor Metroferroviário para o período de 2023 a 2026. O documento entregue pelos operadores e indústrias aos líderes de governo e representantes legislativos possui 29 propostas para a promoção do desenvolvimento da mobilidade urbana em aderência à realidade atual.
Após a abertura, o secretário de Mobilidade Urbana, Denis Andia, participou dos painéis Setorial 1 – Desenvolvimento do Transporte Metroferroviário Urbano e Setorial 2 – A retomada dos trens regionais de passageiros. Estiveram presentes também o diretor do Departamento de Regulação da Mobilidade e Trânsito Urbano, Marcos Daniel, e a coordenadora-geral de Planejamento da Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Paula Nóbrega.
Em sua fala, o secretário Denis Andia ressaltou o trabalho realizado desde a retomada do Ministério das Cidades. “Nós temos ao longo desses últimos meses, recebido e debatido a respeito das principais demandas das prioridades dos governos estaduais e do Distrito Federal.  A agenda da Secretaria Nacional de Mobilidade, assim como de todo ministério, tem sido de amplo trabalho para estabelecer uma nova carteira de seleções para investimentos”, ressaltou.
Para encerrar a participação do Ministério das Cidades, o secretário-executivo do Ministério das Cidades, Hildo Rocha, falou no Painel Setorial 3 – “Autoridade Metropolitana de Transporte como Agente de desenvolvimento da Mobilidade Estruturante”. Hildo Rocha aproveitou a oportunidade para tratar da importância da mobilidade na vida cotidiana das pessoas. “A mobilidade interessa a todos nós, dos mais novos aos mais idosos. Para lazer ou trabalho, seja a pé, de bicicleta, ônibus ou carro, sempre estamos precisando nos locomover”, destacou.
Fórum de Mobilidade ANPTrilhos
Em 2023, a ANPTrilhos realiza a 2ª edição do Fórum de Mobilidade com o objetivo de reunir os representantes do novo governo federal, dos governos estaduais, legisladores, formadores de opinião, investidores e a iniciativa privada para debater as propostas voltadas aos investimentos e a ampliação do transporte estruturante.
O transporte de passageiros sobre trilhos tem um importante papel na mobilidade de mais 8 milhões de brasileiros, que utilizam, atualmente, os sistemas metroferroviários todos os dias. O Fórum de Mobilidade ANPTrilhos tem como foco proporcionar o espaço para o debate visando o aumento nos investimentos do setor, proporcionando mais qualidade de vida para as pessoas e qualidade ambiental para as cidades.

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade