Notícias

Grupo é preso por esquema de imigração ilegal; R$26 milhões foram arrecadados pelo bando com viagens

Nesta segunda-feira (05), a Polícia Federal deflagrou um esquema de imigração ilegal de brasileiros para os Estados Unidos, pelo método conhecido como “Cai-Cai”. São cumpridos sete mandados de busca e apreensão, três de prisão preventiva e um de prisão temporária em municípios de Minas Gerais e São Paulo.

As ordens judiciais foram expedidas pelo Juizado da 2ª Vara da Justiça Federal de Governador Valadares (MG) pela operação Terminus-México, que combate o crime de imigração ilegal. O juízo também determinou o bloqueio de valores aproximados de R$ 26 milhões.

Segundo a PF, o esquema tem como objetivo entregar um maior de idade às autoridades migratórias norte-americanas na companhia de um menor, com isso, diante das leis daquele país, a imigração imediata era impedida, já que menores não podem permanecer sozinhos durante os trâmites burocráticos.

VEJA MAIS

[[(standard.Article) Paraenses em Portugal pedem apoio à organização para voltar ao Brasil]]

[[(standard.Article) PF faz operação contra imigração ilegal na fronteira com a Guiana]]

O grupo também está sob a suspeita de ameaçar familiares que não pagavam as quantias combinadas das viagens.Conforme a investigação, cerca de 250 brasileiros, incluindo 100 menores, imigraram pelo esquema, expondo-se aos riscos do deserto e das ações criminosas na fronteira mexicana, por onde ocorria a travessia.

A organização criminosa vai responder pelos crimes de promoção de imigração ilegal – incluindo criança e adolescente – e associação criminosa, podendo cumprir até 14 anos de reclusão.

Carolina Mota, estagiária sob supervisão de Heloá Canali, coordenadora de Oliberal.com

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade