Notícias

Grupo de Escritores da Praia organiza pela segunda vez Festa Literária de Mosqueiro

Uma nova celebração da leitura e dos livros está se tornando uma tradição no Distrito de Mosqueiro, em Belém. Pelo segundo ano consecutivo será organizada a Festa Literária de Mosqueiro (FLIM), a partir de amanhã (7) até o dia 11 de junho, no Centro Multicultural Solar da Ilha e na Praça Matriz.

O evento terá 12 expositores vendedores, lançamento de livros e até a participação especial do finalista do Prêmio Jabuti, o mais importante da literatura brasileira, o escritor Henrique Rodrigues. No Centro Multicultural as atividades iniciam às 19h, e na praça Matriz a partir das 18h.

O evento nasceu a partir da ideia de um grupo de amigos conhecido como Escritores da Praia que reúne 12 literatos de Mosqueiro. No ano passado, para divulgar o lançamento de uma obra de um dos membros, surgiu a ideia de organizar uma festa literária para incentivar a cultura do livro no distrito. No total, participaram aproximadamente três mil pessoas das atividades.

“Mosqueiro, geralmente, é excluída de eventos culturais pela questão da distância. Muitas vezes os acontecimentos são a noite, o que dificulta a ida das pessoas. E fazendo isso no nosso local temos possibilidade de acesso para o evento cultural, literário e artístico. Esse é o projeto”, declarou um dos organizadores, o escritor Jorge Moraes.

A participação do finalista do Prêmio Jabuti de 2021 o escritor carioca Henrique Rodrigues ocorrerá no próximo sábado (10), na praça da Vila, a partir das 19h, com o tema “Leitura e acontecimento: experiências sem fim”.

A FLIM terá ampla participação de estudantes de escolas públicas municipais que integram a programação com exposições. Outra novidade será uma biblioteca itinerante, a participação da Imprensa Oficial do Estado (IOE) e a distribuição de livros infantis gratuitos durante a programação. “Arrecadamos livros para serem distribuídos para as pessoas que estarão na praça, principalmente para o público infantil, que é o público que queremos atingir, crianças e jovens para formação de novos leitores”, conta Jorge Moraes.

“A comunidade está avaliando de maneira positiva. É uma atividade a mais que Mosqueiro tem para oferecer à população que mora na ilha e aqueles que estão de passagem, curtindo um tempo. A festa é importante porque vamos organizar a produção literária e cultural de Mosqueiro, e esperamos que se transforme em uma programação permanente”, apontou. O evento conta com o apoio da Agência Distrital de Mosqueiro e do GIPACE do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA)

Flibe – A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec), promove em setembro a segunda edição da Feira Literária de Belém (Flibe). No ano passado, a I Flibe proporcionou à literatura paraense o lugar de destaque que merece.

O evento que aconteceu durante sete dias em setembro, na praça do Povo, no Centur, em parceira com o Governo do Estado do Pará, reuniu 67 mil pessoas visitantes nos espaços de debate, apresentação artísticas, oficinas e venda de livros.

Os escritores paraenses homenageados como Heliana Barriga, Antônio Juraci Siqueira, Zélia Amador de Deus e João Paes Loureiro, foram prestigiados pelo público e pelas escolas municipais. O último dia da Flibe ainda contou com o lançamento de livros de professores da rede municipal de ensino.

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade