Notícias

Festival ‘Cinema Leva Eu’, com apoio de Zeca Pagodinho, recebe inscrições de todo o país

Produtores e diretores de cinema do Pará, assim como de todo o país, poderão inscrever seus filmes curtas-metragens até o dia 15 de junho no Festival “Cinema Leva Eu”, evento de audiovisual que será realizado no distrito de Xerém, município de Duque de Caxias, estado do Rio de Janeiro, entre os dias 1 e 5 de agosto de 2023. O festival é organizado pela Escola Brasileira de Audiovisual (EBAV) em parceria com o Instituto Zeca Pagodinho e as inscrições para as mostras competitivas, que iniciaram no dia 15 de maio, poderão ser feitas pelo site www.ebav.org.br.

De acordo com o organizadores, o objetivo do festival é promover a difusão e exibição de curtas-metragens locais, regionais e nacionais, democratizando o acesso ao cinema nos 13 municípios que compõem a Baixada Fluminens, no Estado do Rio de Janeiro. “Dessa forma, o evento também visa o reconhecimento dos profissionais que produzem o audiovisual na região, bem como o intercâmbio entre eles e os produtores e realizadores de todo o Brasil”, destaca a divulgação do evento.

O diretor-presidente do Festival e diretor-geral da Escola Brasileira de Audiovisual (EBAV)Sérgio Assis, afirma que o festival não contempla apenas produção que ficaram prontas no ano passado, além de exaltar a parceria entre instituições. ““Ter, por 5 dias, cineastas, artistas e imprensa em um evento como o Festival é uma verdadeira honra, ainda mais quando um dos parceiros é o Instituto Zeca Pagodinho. Todas as atividades promovidas pelo evento são gratuitas e abertas ao público, sem falar que podem ser inscritos trabalhos produzidos a partir de janeiro de 2018”, explica o diretor.

Sérgio Assis explica também que diretores, produtores, produtoras ou qualquer pessoa que tenha feito curtas-metragens podem inscrever quantos trabalhos desejarem para a seleção das mostras competitivas. No entanto, é importante não esquecer que os trabalhos inscritos não podem ser de cunho institucional ou empresarial, além de terem sido produzidos a partir de janeiro de 2018, com até 20 minutos de duração. “É importantíssimo pro Instituto Zeca Pagodinho receber um evento que vai trazer produções do Brasil inteiro pra nossa comunidade. O que também reforça nossa função como agente facilitador do acesso à cultura na região”, completa Louiz Carlos da Silva, Diretor-Geral, do Instituto Zeca Pagodinho.

Mostras

O festival terá quatro mostras: Mostra de Filmes e Vídeos Convidados, Mostra Competitiva Fluminense Baixada Rio, Mostra Competitiva Território Brasil e Mostra Competitiva Cinema Leva Eu. Já a Mostra Competitiva Fluminense Baixada Rio será aberta a vídeos produzidos por realizadores naturalizados fluminenses, filmes rodados no Estado do Rio de Janeiro ou filmes de realizadores que residam há pelo menos 2 anos no Estado.

A Mostra Competitiva Território Brasil será aberta a trabalhos produzidos em qualquer um dos estados da federação, e a Mostra Competitiva Cinema Leva Eu será exclusivamente voltada para curtas produzidos através do curso Cinema Leva Eu.

Os premiados, escolhidos pelo Júri Oficial, receberão um Troféu, em cerimônia a ser realizada no dia 5 de agosto, nas seguintes categorias: Prêmio Especial do Júri, Melhor Documentário, Melhor Ficção, Melhor Animação, Melhor Roteiro, Melhor Direção, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Direção de Arte, Melhor Maquiagem, Melhor Figurino, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Trilha Sonora Original ou Adaptada, Melhor Som Direto e Desenho de Som. Já pelo Júri Popular, o premiado como Melhor Filme, vai ganhar R$3.000 (três mil reais).

“O Festival “Cinema Leva Eu” tem como objetivo principal promover o acesso ao cinema e difundir a produção de curtas-metragens locais, regionais e nacionais na Baixada Fluminense. É muito importante ver o projeto social Cinema Leva Eu alçando voos cada vez maiores, possibilitando um intercâmbio cultural intenso e precioso”, conclui André da Costa Pinto, Coordenador Pedagógico do projeto Cinema Leva Eu.

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade