Notícias

Defesa de Mauro Cid pede ao STF que prisão seja revogada

A defesa do tenente-coronel do Exército Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira (19/5), que a prisão dele seja revogada, de acordo com o portal G1. Mauro Cid foi preso pela Polícia Federal no dia 3 de maio, no âmbito da Operação Venire, que apura a inserção de informações falsas no sistema do Ministério da Saúde e fraude em cartões de vacina. 

VEJA MAIS

[[(standard.Article) Em busca de informações sobre suposta fraude na vacina, PF ouve esposa de Mauro Cid]]

[[(standard.Article) Bolsonaro visita filho no Senado e afirma sobre Mauro Cid: ‘Cada um siga a sua vida’]]

[[(standard.Article) Silêncio de Mauro Cid preocupa pessoas do entorno do ex-presidente Jair Bolsonaro ]]

O tenente-coronel é suspeito de cometer os seguintes crimes:

infração de medida sanitária preventiva,
associação criminosa,
inserção de dados falsos em sistemas de informação,
peculato eletrônico e
corrupção de menores.

No depoimento à PF, em Brasília, na quinta-feira (18/5), ele decidiu ficar em silêncio. A esposa de Mauro Cid, Gabriela Cid, presta depoimento na sede da Polícia Federal na tarde desta sexta-feira.

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade