Notícias

CPMI do 8 de janeiro aprova convocação de Cid e Torres, mas rejeita de nomeados por Lula

Congressistas que fazem parte da Comissão Paramentar Mista (CPMI) que investiga os ataques do dia 8 de janeiro em Brasília começaram a votar, nesta terça-feira (13), os pedidos de convocação apresentados pelos parlamentares. Nomes ligados ao ex-presidente Jair Bolsonaro, entre eles os ex-ministros Anderson Torres, Braga Netto e Augusto Helen e o ex-ajudante de ordens Mauro Cid, tiveram o pedido de convocação aprovado. 

Por outro lado, foram rejeitados os pedidos de convocação de ex-ministros ou atuais integrantes do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, incluindo o ex-ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Gonçalves Dias, que foi filmado por câmeras de segurança dentro do Planalto no dia em que as sedes dos três poderes foram invadidas e depredadas, e o ex-diretor-adjunto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Saulo Moura da Cunha.

VEJA MAIS

[[(standard.Article) CPMI do 8 de janeiro vota convocação de Mauro Cid e Anderson Torres nesta terça-feira ]]

[[(standard.Article) CPMI do 8 de janeiro tem pedidos para ouvir Alexandre de Moraes e 8 ministro de Lula]]

[[(standard.Article) Primeira reunião da CPMI do 8 de janeiro foi marcada por discursos e bate-bocas; vídeo]]

[[(standard.Article) Marcos do Val, Damares, Girão, Moro: saiba quem são os titulares e suplentes da CPMI do 8 de janeiro]]

Também foi rejeitado um convite para participação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino. O ex-interventor federal na segurança pública do Distrito Federal, Ricardo Cappelli, será convidado para prestar esclarecimentos à CPMI, conforme decisão dos parlamentares, mas ele não é obrigado a comparecer.

Veja as convocações aprovadas

Anderson Torres, ex-secretário de Segurança Pública do DF e ex-ministro da Justiça;
Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro;
Braga Netto, ex-ministro da Defesa e ex-candidato a vice-presidente;
Augusto Heleno, ex-ministro-chefe do GSI;
Elcio Franco, ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde;
Fábio Augusto Vieira, ex-comandante da Polícia Militar do DF;
Jorge Naime, ex-comandante de Operações Polícia Militar do DF;
Silvinei Vasques, ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF);
Robson Cândido, delegado-geral da Polícia Civil do DF;
George Washington de Oliveira Sousa, Alan Diego dos Santos e Wellington Macedo de Souza, suspeitos de tentarem explodir um caminhão-tanque no Aeroporto de Brasília.

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade