Notícias

COP 30: Prédios do INSS e Receita podem ter destino

O governador Helder Barbalho e a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dwec, debateram na tarde desta terça-feira (13), a destinação para uso turístico de áreas da União em Belém. Entraram na pauta da reunião o antigo prédio do Ministério da Fazenda, localizado em frente à Estação das Docas, no bairro da Campina; o prédio do INSS , em frente ao Palacete Faciola, no bairro Nazaré, e a antiga área do Exército, ao lado da Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré. Leia também:Exclusivo: saiba o que vai mudar em Belém para a COP 30 Edmilson define 8 projetos prioritários para a COP 30 O governador Helder Barbalho ponderou que a intenção é dar uma utilidade estratégica aos espaços, considerando que a capital paraense será sede da Conferência das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas (COP 30) em 2025. “São oportunidades para Belém e os paraenses a parte dos desafios impostos para sediar a COP. Queremos colocar esses pedidos no radar de vocês, dentro de nossa estratégia de preparar a cidade de Belém para recebe esse evento”, argumentou. O chefe do Poder Executivo Estadual paraense ressaltou, ainda, que as áreas edificadas estão localizadas em locais privilegiados e, dentre as alternativas, podem auxiliar na demanda hoteleira gerada por conta da Conferência das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas. “Estamos buscando alternativas”, esclareceu Helder Barbalho.Além do governador e da ministra Esther Dwec, participaram do encontro técnicos do ministério e os secretários estaduais de Planejamento e Administração, Elieth Braga; de Turismo, Eduardo Costa; e de Saúde do Estado (Sespa), Rômulo Rodovalho. Ao final da reunião de trabalho, a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dwec, informou que vai analisar a situação e viabilidade do atendimento dos pleitos apresentados pelo governador.

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade