Notícias

Colômbia diz ter encontrado pegada de uma das crianças perdidas na Amazônia

Forças militares da Colômbia dizem ter encontrado uma pegada que seria de uma das quatro crianças desaparecidas na Amazônia, no território do país. As crianças têm 11 meses, 4, 9 e 13 anos de idade.

De acordo com os militares, a menina mais velha, Lesly, de 13 anos, deixou uma marca. Uma foto da pegada foi compartilhada nas redes sociais. As tropas também encontraram frutos silvestres, que podem ter servido de alimento para as crianças e que indicariam a passagem delas pelo local.

As buscas não pararam e os militaresm seguem esperando encontrar as crianças com o apoio das equipes satélites que orientam e dirigem as tropas e comunidades indígenas na região. Eles já haviam achado indícios de que elas podem estar vivas no fim da semana passada.

O Exército disse que foram encontrados, em dois lugares diferentes, fraldas, um acessório para celular, uma toalha e um par de tênis a cerca de 600 metros do local onde o avião caiu.

Os militares já encontraram também um abrigo construído com galhos, onde havia uma tesoura, um prendedor de cabelo e uma maçã mordida. Para os investigadores, isso indica que eles podem ter sobrevivido sem ferimentos graves.

O caso

As crianças embarcaram no avião ao lado da mãe, outro adulto e o piloto em 1º de maio. Eles saíram de Araracuara e viajavam para San José del Guaviere, capital da região.

A aeronave de pequeno porte comunicou uma falha no motor quando sobrevoava Caquetá, sobre o rio Apaporis, na selva amazônica, e perdeu comunicação com a torre de controle.

Os corpos dos três adultos foram encontrados no 16º dia de buscas, mas as crianças não estavam no local. A região em que destroços do monomotor foram encontrados é de difícil acesso, devido à baixa claridade. Lá, não é possível enxergar a mais de 20 metros de distância.

Na semana passada, o presidente da Colômbia, Gustavo Petro, chegou a anunciar nas redes sociais que as crianças haviam sido encontradas e que estavam bem. Posteriormente, Petro recuou do anúncio, se retratou e pediu desculpas.

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade