Notícias

“Chegada de missionários” atrai 40 mil Belém

A tradicional reconstituição da chegada dos missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, fundadores da Assembleia de Deus em Belém, reuniu mais de 40 mil pessoas que acompanharam o evento desde a Escadinha do Porto de Belém, na Estação das Docas, até a Praça da República, na manhã deste sábado (17). O evento também contou com a presença de autoridades como o ministro do STF, André Mendonça, o deputado federal Raimundo Santos e o vereador Josias Higino.
A primeira edição do teatro ocorreu em 2011, em alusão às comemorações do centenário da Igreja. Pela tradição e por atrair mais de 50 mil pessoas de todo o Brasil, a encenação foi decretada em 2018 como Patrimônio Cultural, Histórico e Turístico do Pará e faz parte da programação no calendário oficial de eventos do Estado. Neste ano, mais de 400 figurantes participaram da reconstituição dos pioneiros.
O pastor Samuel Câmara, líder da Assembleia de Deus na capital, esteve presente na celebração e participou da encenação. Para ele, o evento é a cara da Igreja em Belém. “Belém é uma cidade muito acolhedora, e nós estamos aqui, dizendo para Deus que conte conosco, mas dizendo também para a sociedade que estamos cheios de fé para ver Belém melhorar. E as pessoas que precisam de Deus, os mais necessitados, podem contar com a gente! Nós existimos para servir a Deus e servir ao próximo. A festa é nossa, mas o presente é de todos”, ressalta.
Figurantes
Dentre os 400 figurantes que participaram do teatro, estão a técnica de enfermagem Mariele Medeiros, de 25 anos, e o eletricista Toniel de Castro, 42. Ambos são moradores do Guamá e congregam na igreja Assembleia de Deus Joana D’arc, situada no bairro.
Segundo Mariele, todos os anos ela participa da programação. Mas este ano foi especial por sua estreia na encenação histórica sobre a origem da Igreja. “Nasci no evangelho, faço parte da igreja desde sempre, por assim dizer, então é uma honra fazer parte dessa bonita história. Me sinto honrada em poder fazer parte dessa festa, em honrar a história dos missionários que vieram até aqui guiados pelo Espírito Santo para cumprir o chamado de Deus”, disse. 

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 Há 40 anos como membro da Igreja, Toniel destaca que, para ele, participar da figuração foi a realização de um sonho, principalmente por ter sido concretizado ao lado da família. “Vim com os meus três filhos e todos nós participamos do teatro, da chegada no navio, foi muito emocionante mesmo, é como se a gente sentisse a mesma experiência que eles viveram, foi incrível”, conta o fiel.
No mesmo dia, às 19h, no Centenário Centro de Convenções, na avenida Augusto Montenegro, foi realizada a grande celebração dos 112 anos da Assembleia de Deus.
“Belém é uma cidade muito acolhedora, e nós estamos aqui, dizendo para Deus que conte conosco, mas dizendo também para a sociedade que estamos cheios de fé para ver Belém melhorar”. Samuel Câmara, Pastor.
PARA ENTENDER
História
No início do século XX, os missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, receberam em profecia a ordem de que tinham que pregar o evangelho num lugar chamado Pará. Ao pesquisarem no mapa, descobriram que era um local distante, localizado na Amazônia brasileira.
Sem verba e sem entenderem o idioma português, partiram de Nova York (EUA) rumo à capital paraense. Os missionários desembarcaram em Belém no dia 19 de novembro de 1910. Conheceram o casal Henrique e Celina Albuquerque, que cederam sua casa para realizar as primeiras reuniões pentecostais. Depois de muitos encontros, finalmente, no dia 18 de junho de 1911, os missionários fundaram em Belém a Missão da Fé Apostólica, que sete anos depois foi registrada como Assembleia de Deus.
Hoje, a comemoração de aniversário da Assembleia de Deus já faz parte do calendário da cidade, que conta com 540 templos na capital e 150 mil membros. No Pará, a Igreja possui mais de 700 mil membros e 22 milhões em todo o território brasileiro. Por todo o mundo, existem aproximadamente 50 milhões de assembleianos.

Fonte: Diário do Pará 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade