Notícias

Ataque de grupo ligado ao Estado Islâmico deixa 41 mortos em escola da Uganda

Quarenta e uma pessoas morreram após um ataque a uma escola localizada em uma cidadade do sudoeste da Uganda, na noite desta sexta-feira (16). Entre as vítimas, 38 estudantes, um guarda e dois membros da comunidade local. As idades não foram confirmadas. De acordo com a Força Policial da Uganda, o massacre, classificado como um ato “terrorista”, foi promovido por rebeldes das Forças Democráticas Aliadas (ADF, na sigla em inglês), organização é ligada ao Estado Islâmico.

Os suspeitos incendiaram um dormitório e roubaram comida. Houve perseguição policial, mas os suspeitos conseguiram fugir na direção da República Democrática do Congo. A cidade onde o ataque ocorreu fica a 2 km da fronteira.

VEJA MAIS

[[(standard.Article) Nove pessoas morrem em ataque terrorista na Somália]]

[[(standard.Article) Peregrino católico de 24 anos que tentou conter ataque a crianças na França vira ‘herói da mochila’]]

[[(standard.Article) Refugiado e cristão: quem é o autor de atentado em parque na França]]

[[(standard.Article) Operação da Polícia Federal apreende adolescente por ameaças de ataque contra o IFPA]]

 A maior parte dos corpos foi encontrada dentro de uma escola secundária. O ataque também deixou pelo menos outras oito pessoas feridas. Elas foram encaminhadas para um hospital. 

Rebeldes do ADF já haviam atacado uma aldeia no leste da República Democrática do Congo, em abril deste ano, matando pelo menos 20 pessoas.

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade