Notícias

Após ataques, Planalto ganhará vidros blindados e câmeras de reconhecimento facial

Algumas medidas devem ser implementadas para aumentar a segurança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e dos servidores do Palácio do Planalto e do Alvorada, segundo o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Amaro. Uma das medias é o uso de vidros blindados e câmeras de reconhecimento facial.

VEJA MAIS:

[[(standard.Article) Lula confirma general Amaro para o comando do GSI]]

[[(standard.Article) General Amaro é nomeado ministro-chefe do GSI por Lula]]

[[(standard.Article) Manifestantes conseguiram sacar dinheiro e carregar celular durante invasão ao Planalto]]

“Pretendo acelerar o projeto de blindagem do piso térreo do Planalto. As paredes são de vidro. No dia da invasão, os manifestantes não entraram pela porta, que poderia estar guardada. Eles entraram pelas paredes de vidro que foram quebradas. Cada seção de vidro quebrada se transformou numa porta”, comenta.

O general revelou, ainda, outras providências que serão tomadas. “Estamos trabalhando em um projeto de ampliação do número de câmeras. Haverá uma ampliação significativa de câmeras. Câmeras que terão até reconhecimento facial. Tanto aqui no Palácio do Planalto como no Palácio da Alvorada e no Jaburu”, disse Amaro.

O ministro preferiu não cravar, contudo, uma data para a blindagem dos vidros e a instalação das câmeras. O GSI também tem reavaliado o plano de proteção do Planalto.

As discussões envolvem a segurança presidencial, o Comando Militar do Planalto e a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. Esse estudo já propôs, por exemplo, reforço no efetivo de profissionais de segurança dentro do Palácio e em seu entorno.

 

Fonte: OLiberal.com 

Deixe aqui seu comentário

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Acessibilidade